O blog jornal basquetebol deriva de uma pagina no facebook, criado com o foco nas actividades de basquetebol desenvolvidas na cidade de Inhambane, uma vez que esta modalidade raras vezes e mediatizado. Entretanto, com este acredita - se que vai ajudar ...

09
Ago 13

 

EM INHAMBANE

TORNEIO DE ABERTURA EM BASQUETEBOL CARACTERIZADO POR FALTAS DE COMPARENCIA

A Associação Provincial de Basquetebol de Inhambane, convocou ontem (8) um encontro para uma profunda análise do torneio de abertura que ainda não viu chegar o seu término, que dentre vários aspectos a mais criticada foram as sucessivas faltas de comparência, que vem se arrastando desde o início desta prova.


Relativamente a este comportamento, alguns clubes/equipas presentes no encontro, queixaram – se da falta do comprometimento nesta actividade dos responsáveis das instituições representadas pelas equipas na prova em alusão.


Destes representantes estão a Escola Secundaria Emília Daússe de Inhambane, Escola secundaria De Muelé, que segundo os treinadores disseram que, vezes sem conta já aproximaram - se aos responsáveis máximos de modo a abordar as preocupações neste âmbito (basquetebol), mas estes por sua vez fazem “ouvidos de mercadores”. “Estamos cansados de informar ou melhor de conduzir o basquete nas escolas porque os nossos dirigentes não dão a devida atenção”. Remataram os treinadores.


Num outro desenvolvimento, estes queixaram – se da falta de atenção no concernente a logística para a deslocação das equipas para a cidade da Maxixe, para cumprir com mais uma jornada da prova, que por sinal esta difícil de terminar dada as sucessivas faltas de comparência. “Por exemplo temos tido problemas sérios de logísticas quendo os jogos são marcados para fora do nosso contexto”. Afincaram.


O jornal basquetebol descobriu que a Associação Provincial de Basquetebol de Inhambane, motivados em reanimar o basquete, chegam a custear as despesas de transporte nalgumas vezes quando a prova escala a outra margem (cidade da Maxixe) de modo a evitar as faltas de comparência. Este comportamento, que os dirigentes das escolas demonstram, comprova a falta total de complacência pelo desporto, o basquetebol em particular.  


Porem, o jornal basquetebol deu uma volta a estas escolas no sentido de se inteirar sobre as inquietações apresentados no fórum havido, sem sorte não encontrou o responsável do desporto da Escola de Muelé, mas conseguiu conversar com o responsável do desporto da escola secundaria Emília Daússe. Este por seu turno distanciou – se de qualquer comentário. Mas desmentiu quando questionado sobre as despesas de transporte. “Nunca a Associação Provincial de Basquetebol, já custeou despesas de transporte da equipa da escola para realizar jogos fora de portas”. Desmentiu.

 

Entretanto, num outro desenvolvimento, o secretário da Associação provincial de basquetebol, Eurico Maoze, reagiu sobre a inclusão destes clubes na prova quando questionada a APBI. “Quando realizamos a Assembleia geral as escolas em alusão foram convidadas a participar com equipas nas competições deste ano, e eles predispuseram – se, se soubéssemos que estes clubes dariam dor de cabeça, não teríamos arriscado”. Rematou.


O Secretário-geral da APBI, recordou que não só são estas escolas. “Temos a Escola Superior de Hotelaria e Turismo de Inhambane, que nem se quer deu o seu primeiro sinal no início da prova. Que, lamentavelmente não voltamos a incluir na nossa calendarização de jogos. Sucessivos contactos desenvolvidos no sentido de persuadir - lhes a filiar se ou seja a participar nas provas, estes apontaram o dedo a direcção daquela Instituição do Ensino Superior vulgo, como sendo os desinteressados em dar o devido acompanhamento ao basquetebol”.


Por exemplo, o Jornal basquetebol descobriu que o ultimo comunicado enviado aquela Instituição, em jeito de convite ao presente encontro não foi dado o devido tratamento. Nalgum momento chegaram a culpar a Associação de não ter endereçado o convite, porem a associação provou - nos com o carimbo e assinatura da recepção do mesmo pela escola.


A COMPETICAO

Relativamente ao igual período ou melhor a igual prova do ano passado, este ano a qualidade em termos competitivos, defraudou as espectativas, dado que, o ano passado foi mais disputado embora o número de equipas ter sido inferior ao presenta ano.

A ma qualidade do basquetebol praticado pelas equipas/ clube, organização da prova, atuação dos árbitros, são estes os factores que estão a comprometer o nível espectado pelo público cedente desta modalidade na terra de boa gente. Com particular destaque a actuação dos juízes, que para alem do vazio dos conhecimentos relativos a matéria, a questão de assiduidade dos mesmos foi alvo de muita discussão no encontro havido na quinta-feira última, onde verificou – se esta proeza, estavam ausentes. Tratando – se de um encontro com vista a uma análise do torneio em questão a previsão era de todos estarem presentes neste fórum, para auscultar a todo um conjunto envolvido directamente na prova.


Entretanto, por sua vez os clubes/equipas desafiaram a APBI, a melhorar em alguns aspectos como medida para dar uma outra dinâmica ou seja, melhorar o actual estágio da competição/prova, nomeadamente, por exemplo: equacionar a quantidade de jogos por jornadas em função dos recursos (juízes) disponíveis, uma vez, estes serem poucos o número de jogos também deve ser reduzido, assim não haverá subcarga aos árbitros que por este sinal, nalgum momento, tem havido um baixo desempenho dos árbitros nos últimos jogos.


Outro aspecto discutido no encontro, foi a emissão tardia dos comunicados aos clubes pela APBI, situação que coloca em jogo o nível de organização dos clubes face aos jogos. “Se um comunicado e emitido Sexta - Feira ou seja quinta-feira qual e o tempo que os clubes/ ou equipas terão para prepara os aspectos logísticos”..?. Afincaram os clubes.


Entretanto, relativamente ao cumprimento do regulamento, José Cumbe (treinador) sugeriu que seria ideal o estabelecimento de um plataforma viável as condições ou a realidade do nosso basquete na província. “Uma vez, estarmos a atravessar um estágio terrível da modalidade, devemos evitar a aplicação rígida das regras, sob pena de perdermos clubes ou equipas, visto que a ideia e resgatar um basquete que esteve em estado de morbidade durante anos”.

 

TORNEIO 12 DE AGOSTO

Este foi outro ponto da agenda do encontro havido. Segundo o Presidente daquela Agremiação (APBI), Pedro Eduardo Cumbe propôs que só disputam no torneio alusivo a efeméride da cidade de Inhambane os clubes que estão envolvidos de forma regular no torneio de abertura, com receio de contar com outros clubes e passarem por uma vergonha. “Desenhamos assim, esta proposta do torneio alusivo a efeméride da Cidade de Inhambane (12 de Agosto), acautelando – se de eventuais faltas de comparência de alguns clubes/ equipas e também como forma de estimular a estes pelo facto de terem sido regulares no torneio de abertura” iniciou.


Entretanto, as equipas convocadas para o torneio são: UP – MAXIXE vai ombrear com AGUIAS DE INHAMBANE em seniores femininos, em masculinos estarão envolvidos os seguintes clubes, UP – MAXIXE ombreia com G30 e o vencido defronta domingo com Linha Desportiva. O vencedor do domingo vai disputar o canecão com o vencedor do sábado, o torneio será disputado na catedral do basquete do Grupo Desportivo de Inhambane de Sábado a Segunda-feira.


Uma novidade neste torneio será a participação da UP – MASSINGA, que reagiu favoravelmente ao convite da Associação Provincial de Basquetebol, endereçado aquela instituição, contudo, vai ombrear com o vencido do domingo na segunda-feira, dia 12.

Que, para o Presidente da Mesa da Assembleia daquela agremiação, Claudio C. Zunguze, a participação da UP Massinga neste evento, vai demostrar o trabalho árduo que a APBI esta a desenvolver no sentido de agregar os distritos nos campeonatos provinciais. “Endereçámos este convite a UP – MASSINGA, como forma de obviar todo um esforço que a Associação Provincial tem levado a cabo, no concernente a sensibilização dos clubes a nível dos distritos para participar nos campeonatos provinciais.” Falou

 


CALENDARIZACAO DOS JOGOS

SABADO, DIA 10.08.13

15 Horas: Escola Secundaria de Muelé x Escola Secundaria Emília Daússe ( Juniores Mascu)

16 Horas: UP Maxixe X Aguias Inhambane (Seniores Feminos)

G30 X UP Maxixe (seniores Mascu) a)

DOMINGO, (11)

15 Horas: Escola Secundaria de Muelé X Escola secundaria Emília Daússe (juniores Masc)

16 Horas: UP maxixe X Aguias (seniores masculinos)

17 Horas: Vencido a) X Linha Desportiva b)

SEGUNDA, (12)

15 HORAS: Escola secundaria de Muelé X ESEDI (Ju mas)

16 Horas: Vencido b) UP – Massinga (Seniores Masc)

17 Horas: UP maxixe X Aguias Inhambane (seniores femininos)

18horas: Vencedores entre si (seniores masculinos)

publicado por felix às 20:44

Agosto 2013
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3

4
5
6
7
8
9
10

12
14
15
16
17

18
19
20
21
22
23
24

25
26
27
28
29
30
31


Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

posts recentes

FSD

...

FSD

...

FSD

FSD

vfgt

arquivos
2013

mais sobre mim
pesquisar
 
blogs SAPO